Páginas

3 de set de 2011

Série: Outsourced

Há algum tempo que eu não sento na frente da televisão, em parte por falta de tempo, em parte porque meu computador me fornece todo o entreterimento audiovisual que necessito. Mas outro dia fui tomar café em frente a TV e liguei na Warner. Estava passando The Big Bang Theory, que é uma das minhas séries preferidas, então fiquei assistindo... e no intervalo estavam anunciando essa série: Outsourced. Como a Warner é com intervalos, a cada dois segundos, a mesma propaganda...
Enfim, me pareceu bem interessante, e fui procurar mais na internet mais sobre a série, talvez até assisti-la.

Achei, baixei e assisti. E recomendo.

É um sitcom, e como tal, cada episódio é de um pouco mais de 20 minutos, o que torna rápida de assistir. Tem 22 episódios, e foi cancelado depois da primeira temporada. Mas tem começo, meio e fim. O último episódio nos dá um final interessante.
Mas falando sobre a história, é um americano que é mandando da Índia para gerenciar o Call Center da empresa em que trabalha. Claro que os funcionários dele são uma piada e é cheio de clichês, como em todo o bom sitcom. Claro que os indianos fazem a dança, cantam... Bollywood é citada e algumas partes da cultura bem evidenciadas.
Não é um drama tão bem produzido quanto "Caminho das Índias", mas as novelas brasileiras são bem maiores e ocupam muito mais tempo.
Fica bem evidente o pensamento americano que apenas eles, ou uma australiana - que tanto o sotaque quanto a aparencia me lembrou muito uma amiga inglesa - podem gerenciar verdadeiramente um Call Center indiano.
A crítica as empresas americanas também está presente, quando percebemos que eles desestruturaram toda a companhia, colocando o Call Center na Índia, a fábrica na China, o RH no Haiti... Só a venda dos produtos é de fato nos EUA... Faz parte da comunicação globalizada.
Mas os intem que são vendidos no Call Center são as besteiras americanas, como poça de sangue de plástico, vomito, e quase um sex shop também, com vários brinquedos do gênero.
Bom, é uma série para passar o tempo, rir um pouco, e claro, aproveitar o amor entre culturas distintas.
Só uma pequena observação, quando estava pesquisando sobre a série, para saber se tinha sido renovada ou não, descobri que na realidade ela é baseada em um filme com o mesmo nome. Quanto tiver tempo e achá-lo eu assisto.

Um comentário:

  1. Essa série parece ser realmente interessante! Adoro coisas sobre a Índia (ainda mais por causa da minha descendência). Parabéns pelo "post".
    Beijos

    Nícolas ;)

    ResponderExcluir