Páginas

9 de out de 2010

Livros: Sophie Kinsella

O primeiro livro que li dessa autora, foi "As listas de casamento de Becky Bloom". Se eu não me engano é o segundo livro da série Becky Bloom, o primeiro inclusive virou filme. Sinceramente, não gostei. O livro não tinha trama, a grande preocupação dela era completamente superficial. A protagonista era sem graça e comum. Tanto não curti, que nem peguei para ler os outros livros da série para ler. Vi o primeiro filme, achei sem graça. Deixei para lá.

Mas um dia, fui fazer uma viagem e peguei no aeroporto o livro "Lembra de mim?". Vi que era a mesma autora -  até porque em todos os livros dela colocam em baixo do nome dela "autora da série Becky Bloom" - mas a verdade é que achei a história interessante. Resolvi dar uma chance a autora, até porque tinha uma longa viagem pela frente. Peguei o livro para ler. Só posso dizer que o livro me surpreendeu. A protagonista não era complemente superficial, tinha uma história de vida bem interessante... enfim, foi um livro que realmente curti. (esse sim deveria ter virado filme...).

Enfim, até ai tinha lido um livro não muito legal, e um bem legal escrito por ela. Ainda não sabia que conclusão chegar.

Estava na Saraiva, precisava trocar um livro e não sabia exatamente que livro escolher. Vi o recém lançado "menina de vinte", fiquei na dúvida e resolvi tirar a prova de fogo. Afinal, acredito que as pessoas podem evoluir. Além disso, a orelha pareceu no mínimo curiosa. Comprei o livro, como estava meio sem tempo, deixei para ler quando pudesse me dedicar. Afinal, esse é o tipo de livro que tenho que ler de uma vez só.
Finalmente peguei o livro para ler. Aconselho todos a lerem. Essa autora de fato evoluiu. A história é engraçada, dramática e realmente deveria virar um filme. Apesar de ter um fantasma na trama, ela não entra no assunto religião. Não discute Deus, nem nada do gênero. Fala um pouco de morte, mas nada que chame muita atenção. Tem as intrigas familiares que realmente são surpreendentes. Normalmente eu descubro o que vai acontecer nessas histórias com alguma antecedência. Dessa vez, só percebi quando estava escrito (pelo menos no que se refere a trama familiar). Um livro que tem final. E este é feliz. (odeio livros que não tem final).

É uma história muito interessante que aconselho todos que gostam de romances lerem.

Um comentário:

  1. Eu não li o livro, mas vi o filme "Os delírios de consumo de Becky Bloom", concordo com vc! bastante superficial e história fraca.. mas ao ler seu post fiquei muito curiosa pra ler os outros, adoro livros que não são óbvios! rs
    muito bom o texto..
    beijos

    ResponderExcluir