Páginas

28 de nov de 2011

Livro: Paixão

O terceiro livro de Fallen, que já saiu há algum tempo mas eu estava esperando baixar o preço para comprar... :)
Como já tinha comentado, a capa não é tão bonita quanto as outras, mas a Record fez com uma textura que ficou bem legal...
Quanto a história, me senti um pouco jogando Carmem Sandiego através do tempo... A nossa querida personagem principal, Luce, resolve viajar no tempo até a origem de tudo para descobrir se o seu amor por Daniel é verdadeiro ou se eles estão apenas presos nessa rotina. Tudo leva a crer que a Luce fez alguma coisa nessa viagem que permitiu sua longa vida atual... que ela mudou alguma coisa, mas ninguém sabe bem o que.
Ou seja, o livro é basicamente uma quase aula de história... Afinal a Luce já foi maia, egípcia, viveu numa ilha isolada, já foi da corte, já foi chinesa, conheceu Shakespeare e foi uma atriz em sua peça, enfim... nesses milênios de história, eles já foram de tudo um pouco, e de alguma forma sempre estiveram no lugar certo e na hora certa...
Surge mais um grupo de seres que ainda não foram bem explicado o que são, os seres da balança... pelo que entendi, eles seriam os responsável pelo balanço entre o bem o mal, os responsáveis pelo equilíbrio de nosso mundo.
Como em todas as vidas, Lucinda tem um nome parecido com esse, como se fosse derivados do mesmo, ainda acho que ela vai representar mais que uma humana normal, presa nessa maldição...
A personagem ganha um companheiro de viagem inusitado, que altera o que aconteceria? O fato é que ele ajuda ela a ir até o final, ele a guia, e ela vai, logo acabei não achando muito relevante a reviravolta final, que aliáis foi bem previsível.
Claro que Daniel também está viajando no tempo para tentar encontrá-la e trazê-la de volta, mas por algum motivo misterioso, ele sempre chega atrasado. A Luce da época já morreu... E no final, um ser da balança, surgido do nada e completamente sem explicação que o leva onde ele deveria ir.
No final do livro, conhecemos as falas da maldição, e meio que entendemos a brecha... criada por essas viagens. A maldição foi lançada quase que por um acordo entre Deus e o Diabo... (muito bizarro, não?)
O mais engraçado da maldição é que não diz respeito a Lucinda... a forma como eles se conheceram pela primeira vez não é descrita aqui, nem o motivo dessa história de amor pertubar tanto o balanço entre bem e mal.
O livro é bem redondinho, com a escolha do amor acima de tudo, acima da guerra, acima do ódio, acima de qualquer outra escolha. Quase diria que é o livro final se não fosse o último capítulo, na real, acho que os últimos parágrafos do livro, nos fazem pensar que haverá uma continuação
Nesse livro a história de amor é realmente bastante melosa, e praticamente só existe ela em todas as suas formas. Senti falta dos outros personagens tão divertidos dos dois primeiros livros que praticamente somem. Nem Cam aparece quase...
Aquela discussão sobre o que é bem e mal, a história ser escrita pelos ganhadores, praticamente morre nesse livro. Satã é malvado mesmo, e as escolhas do inferno sobre o céu dos anjos se deu depois de decepções amorosas...
Achei que o livro perdeu muito do que ele já tinha conquistado nos primeiros volumes. Espero que no próximo ela retorne com os personagens periféricos mas essenciais para tornar a história mais legal...

Pelo site da autora, teremos mais um livro, com o nome "Rapture" que seria o final, a última prova de amor do casal principal... e tem uma capa bem bonita também...

Se você ainda não começou a ler a série, espere sair o último livro e leia todos de uma só vez...

2 comentários:

  1. Leia o último livro! As coisas se explicam! Eu, particularmente, gostei bastante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estou esperando o preço baixar, ou arrumar alguém que me empreste.
      Não gosto tanto da série assim, mas lerei o último eventualmente!

      Excluir