Páginas

24 de abr de 2011

Filme: Federal

Quando vi o trailler desse filme no cinema, fiquei bem animada para assisti-lo. Não que eu curta muito esse tipo de filme, mas pelo trailler, me pareceu um filme com uma elite da polícia, não corrupta, devendando um crime muito dificil, enfim um filme clássico americano, porém brasileiro. Vi que tinha como ator o Selton Mello e ainda um americano. Que de fato falavam inglês durante o filme. Acreditei que fosse uma parceria Brasil-EUA.
Mas como a temporada no cinema foi quase nula, demorei para conseguir assistí-lo.
Quando consegui colocar as mãos no filme, fui olhar na internet do que se trata e acabei vendo um crítica realmente muito ruim do filme. Mas muito ruim mesmo. E fui ver o filme com a intensão de rebater a crítica e falar que o filme é bom...
Mas não tem como. O filme falta trilha sonora, falta história, além de faltar um heroi e um bandido.
Não é nada. Não tem treinamento da polícia, as ações são fracas e as cenas, mesmo de porrada, são péssimas. Faltou um diretor, um roteirista e muitas outras coisas.
Fizeram com cenas longas e sem áudio algum.
Enfim, esse é mais um filme que conseguiu ter uma idéia boa, e só. Não desenvolveu, não cresceu, não mostrou para que veio.
Quando tem a cena do Tropa de Elite em que colocam o saco na cabeça do suposto bandido, (cujo ator é o dono do morro do tropa 1), vem o personagem do Selton Mello reclamando que não estamos mais na ditatura e sendo contra as questão. Achei que então fossem seguir por ai, o que daria outra visão do filme, mas não... morreu ai. O Selton tenta, mas não consegue.
O ideal seria que apagassem esse filme da nossa história do cinema, e fizessemos um em parceria com os EUA, tipo Senhor das Armas, ou um Velozes e Furiosos brasileiro. ( que diga-se de passagem, Brasília tem espaço para corridas e pegas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário