Páginas

29 de dez de 2012

Livro: Herança

Quem acompanha o blog já percebeu que faz um tempo que não posto sobre livros. A verdade é que estava presa nesse.
Para começar, esse livro é o 4º e último da saga Eragon (êêêê, o cara finalmente escreveu o final) - Para ser legal com ele, o livro já tinha sido lançado a um tempinho, mas ele demorou muito entre o 3º e esse final.
Descobri essa saga vendo o filme, como a maioria das pessoas deve conhecer mesmo - o filme bem sessão da tarde, sem um final legal, sem nada demais. Mas tem dragões e isso é uma coisa que chama atenção.
Um belo dia, andando pela livraria, tinha uma promoção incrível que cada livro estava tipo R$20,00. Tinha os 3 primeiro.
Eu perguntei para a vendedora - São apenas esses 3?
Ela me respondeu - Sim.
Eu acreditei e comprei.
Levei para casa e comecei a ler. Não achei grandes coisas, tem muita referencias "senhor dos anéis". O autor obviamente é super fã de Tolkien e resolveu escrever sua própria saga na terra média. Só resolveu mudar um pouco os nomes, chamando a terra de Alagaesia, os Orcs de Urgals e Kulls e colocando dragão no meio. Obviamente, tem suas diferenças. Não estou dizendo que é igual, estou falando que tem referências claras.
O problema foi que quando estava chegando no final do 3º livro, a história não estava acompanhando. Faltava e muito para a batalha final e a queda do ditador. O livro acabou sem final, e o 4º ainda nem tinha previsão. Meus traumas com livro sem final começaram. E para piorar, descobri que o autor era uma menino de 20 anos. Pensei: " Esse menino está rico agora por causa do filme, não vai mais escrever o final. Jamais vou saber como Gabaltorix morre ou abdica do trono"
Depois de algum tempo o final foi finalmente lançado, eu me recusei a comprar e para a minha felicidade um amigo de faculdade é fã da série e me emprestou o livro. Assim, finalmente consegui me livrar de um trauma de "história sem final".

Mas agora vamos falar do livro em si, né?
É o final de um saga. Da forma exata que você espera. Os mocinhos só se dão muito mal, ai aparece uma esperança pequena. Essa não serve para muita coisa, e os mocinhos se dão mais mal do que bem, e vai nesse ciclo até mais ou menos a metade. Ai você começa a se perguntar como ele vai resolver todo o problema que ele está criando, que é bem grande. E a situação vai piorando mais e mais.
Ai ele inventa umas lutas que ninguém entende direito (do Roran com o Lord Bast), um feitiço sem palavras 'para que a Gabaltorix entenda' (??? né?), mata algumas pessoas do "bem" na batalha (para torná-la mais crível - não foi emocionante e não chorei mesmo) e ai acaba a luta.
E nessa parte do livro aconteceu o contrário do 3º livro. A história já tinha acabado, mas ainda tinham umas 100 páginas escritas. O autor resolveu não deixar nada para a sua imaginação. Ele escreveu mais 100 paginas no final contando o que cada personagem fez depois de viver aquela saga.
E nessa ele fez umas coisas que eu realmente não gostei, como transformar a Arya em cavaleira, dá a ela um dragão verde e macho que virou o namorado da Safira (como assim? Ele ainda era um bebê. Safira pedófila!!! Se fosse o contrário, iam logo acusar e impedir.- E pra mim a Safira tinha que ficar com o Thorn. Coitado, mal nasceu e foi aprisionado. Se redimiu e salvou a pátria! E depois foi viver isolado com o Murthag. Que, diga-se de passagem, também merecia um final mais digno - se casando com a Nasuada).
Não tenho problema com o final do Eragon em si, mas ainda acho que ele tinha que ter ficado com o Arya. Passar o romance deles para os dragões foi bizarro demais. E o que foi aquele "sexo falando seu nome verdadeiro"? É só falar o nome verdadeiro que você tem um arrepio.

Já deu para perceber que eu tenho um problema com essa saga. Mas é uma série legal se você gosta desse tipo de literatura fantasia.

Obs. Minha personagem preferida é a Angela - herbolária. Ela é cheia de mistério e é a única que posso imaginar o que ela foi e o que será! Porque assim, o final dela é simplesmente - estou indo andar por ai porque a nova líder quer controlar os feiticeiros e eu não serei controlada. Beijos e abraços, nos vemos na próxima aventura, porque é de perigo que se faz uma vida interessante.

Um comentário:

  1. Adorei o post! É bem isso mesmo! Mas eu gostei da forma como o Galbatorix foi derrotado, achei que foi bem criativo, no fim, foi meio que auto-destruição! Concordo com as referencias quanto ao final dado aos personagens e quanto a personagem favorita da saga! Beijinhos e saudades de vc!

    ResponderExcluir